+55 11 3467-6160
+55 11 9-8882-2567
contato@assessorialuciafurlan.com.br
Blog

Três artistas expõem suas artes em comemoração ao Dia da Igualdade Feminina

agosto 21, 2017 Assessoria de Imprensa SEM COMENTÁRIOS

Com o tema “Fio Condutor” – que tece, que conduz, que se torce, que se enrosca e também aponta um caminho – a segunda edição do projeto expositivo realizado no empreendimento, homenageia as mulheres no Dia Internacional da igualdade feminina, comemorado em 26 de agosto para a conscientização da luta contra a desigualdade de gênero.

Para essa segunda edição Christina BurlamaquiStella Quadros e Sheila Kracochansky, artistas plásticas e designers, apresentarão suas criações de forma única e individual, ressaltando o fio condutor que une suas artes e suas histórias.

A exposição acontecerá no foyer de eventos do Radisson Blu São Paulo, com início às 16h e término às 20h.

Sobre as artistas:

Stella Quadros – artista apaixonada em transformar o bruto no belo, viu na joalheria contemporânea sua grande inspiração. Antes mesmo de iniciar a joalheria de bancada, já havia passado por cursos de desenho e pintura em São Paulo.  A joalheria autoral de Stella Quadros possui profunda conexão com sua personalidade através da elaboração de joias de linhas limpas e muitas vezes com múltipla função, predominando o uso da prata que aparece em texturas inéditas e variações de cor. Stella cria peças com foco na mulher moderna e no uso descomplicado e compatíveis com os diversos ambientes que frequentam.

Sheila Kracochansky  – DES.COSTURAS – CAMADAS E MEMÓRIAS – A artista revela os pontos de ligação e poesia no entrelaçamento dos vãos e dos nós que faz e desfaz. O fazer está presente na sua trajetória de estilista. Formada no Studio Berçot em Paris onde viveu por alguns anos, inicia seu ateliê de alta costura à produção de peças únicas. O trabalho estabelece uma relação na diversidade dos materiais toma partido da ideia de desindustrialização do tempo, alargado e imaginário do fazer manual. Começa assim, um caminho para a exploração do espaço, em novos procedimentos técnicos, processos criativos e simbólicos em camadas de coisas e memórias. Explora em outros materiais como nos arames, molduras, vigas, sedas e pedras. Desconstrói as evidências, abre frestas dos tecidos com exatidão criando novos espaços e tramas. Transita entre o sonho e a tensão dos contrastes.  Nessa mistura de elementos o universo da artista se revela em sua plenitude.

Chris Burlamaqui – Médica de formação e joalheira autoral por opção, assim se define Christina Burlamaqui quando perguntam qual é sua profissão. Seu interesse pela joalheria de bancada começou em 2004 quando foi morar na Colômbia. Paixão à primeira vista, não parou mais, criou um acervo com peças autorais em ouro, prata 950, cobre e titânio.  Entre as técnicas que utiliza, estão a forja, inlay com pedras, Keumboo, crochet em metal, beadwork, esmaltação e filigrana. “A arte não pode ser definida. Ela é sentida. É expressada. Pensando assim, produzo joias que são fruto de um intenso processo criativo e que penetram nos sentidos das pessoas que as apreciam”.

Comments are closed.